Coerção social – Émile Durkheim

Coerção social segundo Émile Durkheim tem a função de exercer um limite, estruturar as ações do homem, seus desejos, anseios e fenômenos sociais, uma força coerciva externa que acomete o indivíduo mesmo contra sua vontade, podemos traduzir por estes fatos sociais como religiões, educação, maneira de agir, conceito de moral, regras jurídicas, sistema financeiro, etc.

4 comentários sobre “Coerção social – Émile Durkheim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s